Quinta-feira, 19 Outubro 2017
PortuguêsEnglishEspañol
NEWSLETTER
Você está aqui: Turismo e Cultura > Lendas e Tradições
A eira onde as bruxas se vão esfregar

Na chamada Eira do Monte, em Paradela, diziam os mais antigos ser o lugar onde as bruxas se iam esfregar. Na altura, e falamos de tempos não muito remotos, diziam que haviam muitas bruxas mas eram incógnitas. Desconfiava-se desta ou daquela por uma atitude ou comportamento mais estranhos mas provas não havia.

 

Ora um dia, um homem disse para um amigo:

- Olha que a tua mulher é bruxa, é o que dizem por aí. Se fosse a ti ficava atento.

- Bruxa, a minha mulher? Nunca! Nem nunca ouvi tal coisa de ninguém.

- Claro que não ouviste, nem nunca to iam dizer. Digo-to eu porque sou teu amigo ee é para te avisar.

 

O homem, claro, ficou apreensivo e começou a tomar mais atenção aos hábitos da mulher. Certa noite, fingindo-se a dormir, deu conta de a mulher se levantar da cama e, sentada na cama, diante dele dizer:

 

Eu te benzo, belzebu

Com as fraldas do meu cu

Enquanto eu não vier

Não acordes tu!


Depois desta reza, vestiu-se e saiu.

 

Quando voltou, o marido ainda estava acordado e, ao vê-la despir para novamente se deitar, reparou que trazia o rabo todo queimado...

 

Ao outro dia comentou com o amigo:

 

É bruxa sim,

Agora já estou fiado

Olhei bem ela

E tem o cu todo queimado

 

Daí o povo começar a acreditar que as bruxas se iam esfregar na Eira do Monte.